Zaady

Netflix e TV Globo teriam firmado suposta parceria para produzir novelas

O mercado audiovisual nacional recebeu uma notícia um tanto quanto curiosa no ano passado: a Netflix estaria interessada em produzir novelas originais para sua plataforma de streaming e, de certa forma, competir com a distribuição desse tipo de conteúdo com o Globoplay.

No entanto, agora, de acordo com as informações do portal Na Telinha, a gigante do streaming pode estar muito próxima de realizar seu sonho. Contudo, ao que tudo indica, a primeira produção seria negociada em parceria com a TV Globo, com um aporte financeiro de US$ 50 milhões (cerca de R$ 288 milhões).

Desse modo, essa novela, ainda sem nenhum informação de conteúdo exposta, poderia se tornar uma das mais caras já feitas até o momento no Brasil. E isso, de alguma maneira, só prova que a Netflix tem um grande interesse nesse nicho específico do mercado.

Ainda de acordo com a publicação, as negociações entre as duas empresas encontram-se em estágios avançados. Por conta do streaming da Globo, o Globoplay, ambas as janelas de exibição serviriam como distribuição inicial do conteúdo.

Todavia, até o momento, tanto a Netflix quanto a Rede Globo não confirmaram nenhum tipo de ação ou projeto entre as empresas.

Nos EUA, a transmissão aconteceria de modo exclusivo, tendo em vista que o Globoplay não é um concorrente direto no país. Francisco Santos, vice-presidente de conteúdo da plataforma para a América Latina, seria o responsável por comandar a produção.

Caso o novo formato de conteúdo se consolide na Netflix, a expectativa é de que outras produções novelísticas sejam produzidas logo na sequência diretamente para o streaming — aumentando assim a competitividade entre as empresas e também o fomento ao mercado audiovisual.

Vale ressaltar que, até o momento, o Globoplay não estreou nenhuma novela exclusiva para seu serviço de streaming. Entretanto, já foi anunciado anteriormente que a continuação de Verdades Secretas chegará primeiro à plataforma para depois ser exibida na televisão, tornando-se a primeira do segmento.