Zaady

Em delação premiada, doleiro Dario Messer diz que repassava dólares para a TV Globo

O doleiro Dario Messer afirmou ao Ministério Público Federal do Rio de Janeiro que repassou grandes quantias de dólares à família Marinho no início dos anos 1990. Na delação premiada, homologada na quarta-feira, 12, ele afirmou que entregou grandes quantias aos donos da TV Globo.

No depoimento realizado em 24 de junho, ao qual a revista Veja teve acesso, consta em um dos anexos que Messer entregou pacotes de dinheiro dentro da sede da Rede Globo, no Jardim Botânico, no Rio de Janeiro. As visitas eram frequentes, cerca de três vezes por mês, e as quantias fornecidas aos Marinho variavam entre US$ 50 mil e US$ 300 mil.

O doleiro afirmou ainda que se aproximou da família com a ajuda de Celso Barizon, que seria o gerente das contas dos Marinho no banco Safra de Nova York.

Ele explicou que os valores em espécie entregues no Brasil eram compensados nos Estados Unidos pelos donos da Globo, com o auxílio de Barizon. E lá fora, os Marinho depositavam para o doleiro a quantia entregue ao vivo no Rio de Janeiro

Messer também citou um funcionário chamado José Aleixo, a pessoa que ele diz que representava os donos da Globo. Na delação lida em Brasília, não constam provas de que o doleiro tivesse qualquer contato ou relação com os Marinho.

Em nota, a assessoria do Roberto Irineu Marinho e João Roberto Marinho desmentiu as declarações feitas na delação premiada: “A respeito de notícias divulgadas sobre a delação de Dario Messer, vimos esclarecer que Roberto Irineu Marinho e João Roberto Marinho não têm nem nunca tiveram contas não declaradas às autoridades brasileiras no exterior. Da mesma maneira, nunca realizaram operações de câmbio não declaradas às autoridades”.

Por redação

Siga o Portal Zaady nas redes sociais:

Instagram

Facebook 

You Tube