Zaady

Após 35 anos, Tino Marcos deixa a TV Globo e encerra carreira: ”É preciso entender o modelo”

O jornalista Tino Marcos, uma das maiores referências do jornalismo esportivo no Brasil, decidiu deixar a TV Globo.

Aos 58 anos, ele atuou por mais de três décadas na emissora carioca.

Em entrevista ao ‘Globo Esporte’, ele contou porque decidiu tomar essa decisão.

“Nos últimos tempos, fiquei fazendo grandes reportagens. Fiz uma série olímpica, que ficou maravilhosa, e vai ao ar no Jornal Nacional antes dos Jogos de Tóquio. Vamos explicar que foi gravada antes da pandemia. Vai ser a cereja do bolo, minha última grande produção no esporte”, declarou.

Segundo o mesmo, a decisão foi acertada em conjunto com a TV Globo e foi acelerada pelas mudanças causadas pela pandemia.

“É preciso entender o modelo de trabalho que eu vinha tendo no último ano. Eu passei a ter uma combinação de fazer grandes reportagens, grandes séries, como estava fazendo a série olímpica do Jornal Nacional. Trabalhar menos dias no ano. E estava ótimo. O modelo de trabalho que eu vinha tendo era voltado para grandes produções. E esse seguimento foi diretamente atingido pela pandemia. Ficou uma condição mais voltada para esse tipo de matéria que temos feito através da internet, com poucas coisas do que eu sempre gostei de fazer… Captar, olhar as imagens, escrever, produzir. Isso se resumiu muito”, dissse ele.

Clique aqui e faça o seu pedido!

Com 58 anos, o profissional disse que a movimentação que decidiu fazer na carreira foi pensada e repensada.

“Mas me preparei para isso gradativamente. Tive a cumplicidade total da direção na condução desse tipo de modelo. Eu era um faz tudo. Fazia o ao vivo do Globo Esporte, do Bom Dia Brasil, matéria pro Jornal Nacional, Globo Repórter, Fantástico, fazia as séries, eu era muito elástico e me orgulhava muito disso. Sempre gostei e orientei os mais jovens: tenta ser rápido, fazer matéria rápida quando tem que ser rápido, simples, e também a fazer matérias com fôlego, com roteiro. Com o tempo, comecei a ficar cansado desse modelo de cobertura diária“, afirmou.

Ao fim, ele também fez um balanço de sua carreira. “A palavra mais forte de tudo é gratidão. Gratidão à vida por ter me permitido… Por eu ter podido fazer aquilo que, para mim, sempre foi uma diversão”, afirma.

Na Globo, Tino Marcos participou da cobertura de oito Copas do Mundo e seis Olimpíadas.

Por redação

Siga o Portal Zaady nas redes sociais:

Instagram

Facebook 

YouTube