Zaady

Presidente do BC diz a Miriam Leitão que “mercado” não teme volta de Lula

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, em entrevista à jornalista Miriam Leitão, do jornal ‘O Globo’, afirmou que o “mercado” não teme a volta do ex-presidente Lula (PT) ao governo. Lula é o principal cotado nas recentes pesquisas eleitorais para vencer o pleito para presidente este ano.

De fato, não faria sentido o “mercado” temer Lula, uma vez que o ex-presidente petista promoveu crescimento e controlou a inflação, ao contrário do que ocorre no governo de Jair Bolsonaro.

“O que a gente pode comentar é o que a gente captura nos preços de mercado. Nos preços de mercado, o que tem acontecido mais recentemente é uma eliminação de vários preços que mostram o risco da passagem de um governo para outro. Mais recentemente, a gente vê, quando olha esses preços, que eles atenuaram. Caíram um pouco. Significa que o mercado passou a ser menos receoso da passagem de um governo para o outro. Isso é o que a gente pode interpretar. Porque provavelmente um governo que representava um risco de medidas mais extremas está se movendo para o centro. Essa é a nossa interpretação do que a gente captura nos preços de mercado”, disse Campos Neto quando foi questionado sobre se uma eventual vitória de Lula já está “precificada”, isto é, avaliada pelos capitalistas financeiros.

O Banco Central ganhou a posição de autonomia exatamente para ter independência entre o ciclo político e os ciclos de política monetária. Não cabe fazer comentários sobre o que seria cada candidato. Então a nossa interpretação é dos preços do mercado. Ele removeu um pouco o risco de cauda de passagem de um governo para outro. Mas é muito cedo, muitas coisas devem acontecer no processo eleitoral”, afirmou o presidente do BC.

Siga o Portal Zaady nas redes sociais:

Instagram

Facebook 

YouTube