Zaady

Presidente Bolsonaro admite que reconhecerá derrota caso Lula vença em 2022

O presidente Jair Messias Bolsonaro disse, em live na última quinta-feira, 15, que reconheceria uma eventual vitória de Lula à Presidência da República em 2022, mas defendeu auditoria dos votos.

“Está começando aqui uma campanha para 2022. Pela decisão do Supremo de hoje, o Lula é candidato. Faça uma comparação dos ministros do Lula com os nossos ministros. Se o Lula voltar, pelo voto direto, pelo voto auditável, tudo bem”, afirmou.

O STF (Supremo Tribunal Federal) anulou as condenações do petista na Lava Jato em julgamento. O placar foi de 8 a 3. O resultado mantém o caminho aberto para o ex-presidente disputar a eleição de 2022.

Na avaliação de Jair, Lula geriu mal as estatais federais. O presidente usou parte da live semanal para fazer comparações da própria gestão com governos anteriores. “Não quero, jamais, me intitular como faxineiro do Brasil, aquele que vai resolver os problemas do Brasil, o salvador da pátria. Mas acredito que estou fazendo a coisa certa”.

“O Brasil não quebrou no último ano, no penúltimo ano ou no governo A, B ou C. O Brasil vem tendo uma situação bastante complicada há décadas. Alguns querem que eu resolva, limpe a casa –quase que sozinho– de uma hora para outra”, afirmou.

Logo em seguida, o presidente pede para seus seguidores refletirem como seria um governo petista. “Veja qual vai ser o futuro do Brasil, o tipo de gente que ele vai trazer para dentro da Presidência. Inclusive, se o Lula for eleito, […] ele vai escolher mais 2 ministros para o Supremo Tribunal Federal, tá OK pessoal”.

“Eu não estou dizendo que vou ser candidato e que sou o melhor do mundo, mas vamos ter eleições pela frente. Estão previstas eleições em 22. O Lula vai ser candidato. Tira eu de combate. Quem seria o outro que iria para o Lula no 2º turno? É só fazer um raciocínio, o futuro de cada um de vocês”, declarou.

Siga o Portal Zaady nas redes sociais:

Instagram

Facebook 

YouTube

Assista abaixo o programa Personal TV: