Zaady

Pesquisa revela migração de eleitores de Bolsonaro para Lula

O presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido) já sabe o duro caminho que terá de percorrer se realmente pretende tentar uma reeleição em 2022: recuperar os desiludidos e combater o ex-presidente Lula da Silva.

Segundo uma pesquisa inédita feita entre os dias 17 e 21 de junho com 2.002 pessoas de todos os estados do país pelo Ipec, o recém-criado instituto que sucede o extinto Ibope Inteligência, 53% dos eleitores que votaram em Bolsonaro na última eleição não repetiriam o ato. Enquanto isso, 47% dos que votaram nele em 2018 continuam declarando intenção de fazê-lo.

A mesma pesquisa revela ainda que 26% dos eleitores que votaram em Bolsonaro declaram agora que preferem Lula no ano que vem.

O levantamento mostra ainda que os desiludidos com Bolsonaro e que agora pretendem votar no petista tem um perfil definido. A maioria tem até o ensino fundamental, mora no Nordeste, residente no interior, com renda familiar de até um salário mínimo, em municípios de até 50 mil habitantes e os que se auto declaram pretos e pardos.

Grande parte desses são, originalmente, eleitores de Lula, mas que votaram em Bolsonaro em 2018 e agora pretendem retomar o voto no ex-presidente.

Vale ressaltar que a última pesquisa de intenção de votos, divulgado na semana passada, mostrou que 50% dos entrevistados avalia o atual governo como ruim ou péssimo, 26% consideram a gestão regular e apenas 23% acreditam que o governo é ótimo ou bom.

Fazendo uma comparação com a pesquisa anterior, realizada em fevereiro deste ano, é possível ver que o crescimento dos que acham o governo ruim veio da porcentagem que julgava a gestão como regular há 4 meses. Em fevereiro, 39% dos entrevistados classificava a gestão como ruim, enquanto 31% consideravam o governo regular e 28% acreditavam ser ótimo ou bom.

Siga o Portal Zaady nas redes sociais:

Instagram

Facebook 

YouTube