Zaady

Banco Central autoriza pagamentos via WhatsApp no Brasil

O Banco Central (BC) acaba de informar na noite de hoje (30) que autorizou oficialmente o WhatsApp a realizar pagamentos e transferências bancárias entre usuários do mensageiro.

Segundo o BC, a “Facebook Pagamentos do Brasil” foi aprovada como “iniciadora de pagamentos” no sistema financeiro nacional, enquanto Visa e Mastercard ganharam licenças para prestarem o serviço de “arranjos de pagamentos”. O mensageiro de Mark Zuckerberg vai então operar em parceria com essas duas empresas para fazer a transferência de fundos entre os usuários.

Em nota, o Banco Central explicou que, nesse modelo, o WhatsApp poderá definir qual será a tarifa para a utilização do novo serviço, bem como quem vai pagá-la: quem envia ou quem recebe os fundos. A instituição ainda avaliou a novidade como positiva para o mercado financeiro nacional. “O BC acredita que as autorizações concedidas poderão abrir novas perspectivas de redução de custos para os usuários de serviços de pagamentos”, disse.

O aplicativo de mensagem também se manifestou oficialmente sobre o assunto. Os representantes do WhatsApp afirmam estarem “muito satisfeitos” com a decisão do BC, e revelaram que já estão nos preparativos finais para a disponibilização do serviço no Brasil. Não há indicação no momento de que a ferramenta possa ser integrada de alguma maneira ao PIX.

Ainda não há informações específicas sobre como irá funcionar o recurso de pagamentos no WhatsApp, mas, de acordo com a licença aprovada pelo Banco Central, o aplicativo vai simplesmente iniciar o processo de pagamento, e quem fará de fato a transferência de dinheiro para o destinatário será o banco no qual o pagador possui conta e saldo disponível.

Isso significa que o WhatsApp não vai guardar o dinheiro dos usuários em uma conta. Em vez disso, será necessário cadastrar um cartão de débito ou crédito no mensageiro e, através dele, realizar os pagamentos para pessoas e empresas.

Siga o Portal Zaady nas redes sociais:

Instagram

Facebook 

YouTube

Assista abaixo o programa Personal TV: