Zaady

TikTok é acusado de roubar dados de usuários menores de idade

Nesta quinta-feira, 14, o app TikTok foi acusado de armazenar dados de menores de idade sem permissão. A acusação foi protocolada por grupos de advogados que acreditam que a rede social, desenvolvida pela empresa ByteDance da China, tenha violado um acordo com a agência norte-americana de defesa do consumidor, Federal Trade Comission (FTC).

A situação teve início quando o aplicativo Musical.ly foi encerrado após a ByteDance incorporá-lo ao TikTok no fim de 2017. Um ano depois, a empresa recebeu diversas acusações de que o Tik Tok havia recolhido dados pessoais de usuários abaixo dos 13 anos de idade sem autorização de seus responsáveis, violando a Regra de Proteção à Privacidade Online da Criança (COPPA, na sigla em inglês).

Usuários do Musical.ly tiveram suas contas e vídeos movidos automaticamente para o TikTok, após a ByteDance comprar o serviço por US$ 800 milhões. Diante disso, a companhia teve que pagar uma multa de US$ 5,7 milhão, além de se comprometer a apagar do TikTok todos os dados de menores que foram recolhidos ilegalmente. Segundo os advogados, o aplicativo teria mantido tais dados.

“Nós descobrimos que o TikTok tem contas de crianças abaixo dos 13 anos e, muitas delas ainda têm vídeos que foram enviados em 2016, anos antes da realização do acordo”, escrevem os grupos, que solicitaram ao FTC a abertura de uma investigação e a “aplicação de penalidades adicionais e medidas para garantir a proteção da privacidade das crianças”.

Um porta-voz do TikTok declarou ao site Business Insider que os mesmo “levam a privacidade a sério e estão comprometidos a garantir que o aplicativo vai continuar seguro”. No entanto, nesta quarta-feira, 13, o app foi alvo de uma ação coletiva realizada em Chicago.

O principal reclamante, um menor identificado apenas com as letras “K.M”, alegou que o aplicativo coleta dados biométricos dos usuários através da digitalização e do reconhecimento facial.

O processo ainda cita as preocupações manifestadas pelos senadores norte-americanos Marco Rubio e Chuck Schumer sobre a possibilidade de o famoso TikTok ser de domínio do governo chinês, conhecido por adotar práticas de censura e monitoramento de toda população.

Siga o Portal Zaady nas redes sociais:

Instagram

Facebook 

You Tube