Zaady

Apple encerra sua fabricação de iPhones na Índia por disputa com a China

A poderosa Apple encerrou a produção de iPhones na Índia por conta dos conflitos do país com a China. Após o governo indiano bloquear as encomendas vindas do território chinês, as fábricas da Maçã ficaram também impedidas de funcionar, já que os componentes necessários para a fabricação dos dispositivos foram retidos nos portos.

Em razão disso, a Foxconn, fabricante de componentes eletrônicos que trabalha para a Apple, teve que mandar centenas de funcionários para casa nesta semana.

A informação que você precisa, na hora que você quiser!

Os conflitos deram início na última segunda-feira, 29, quando tropas chinesas atacaram tropas indianas na fronteira do Vale de Galwan — região conhecida como Linha de Controle Real que tem sido disputada pelos dois países há mais de três décadas. Com o ataque, a Índia decidiu impor sanções aos produtos e serviços produzido pelos chineses.

Nesta semana, funcionários da alfândega em Chennai, cidade indiana, confiscaram mais de 150 cargas com produtos e peças eletrônicas vindos da China. Os atrasos nessas importações estão atingindo o país inteiro no momento em que a cadeia de suprimentos já está afetada pela pandemia do novo coronavírus.

Nesta sexta-feira, 03, o Ministério do Comércio da China afirmou espera que o país corrija suas ações discriminatórias contra empresas chinesas imediatamente”.

Vale ressaltar que a Apple tem sofrido os impactos das mudanças econômicas desde o início deste ano. Em marçoa empresa teve que encerrar sua produção na Índia em respeito às medidas de proteção implementadas pelo primeiro-ministro, Narendra Modi.

O governo indiano também proibiu a distribuição de 59 aplicativos chineses por lá, incluindo o ‘TikTok’ — medida que afetou App Store e o Google Play.

Como justificativa, o Ministério de Tecnologia da Índia alegou que os aplicativos estavam “compilando, minerando e criando perfis” dos dados de usuários e que isto gerava ameaças à “segurança nacional e defesa da Índia”.

Nesta sexta-feira, 03, a Foxconn informou que as importações da China foram oficialmente liberados pela alfândega indiana. Os apps, contudo, permanecem bloqueados.

Por redação

Siga o Portal Zaady nas redes sociais:

Instagram

Facebook 

You Tube