Zaady

Youtuber homofóbica é banida da rede social após comentários preconceituosos

Terceiro strike, você está fora: depois de alguns meses de vídeos perturbadores, esse foi o recado que o próprio YouTube mandou para Soph, de apenas 14 anos, depois que a mesma havia publicado um vídeo antiLGBT no dia 31 de julho, antes de bani-la da conta por violação de diretrizes acerca de discurso de ódio.

Horas depois, a garota, que acumulava aproximadamente 1 milhão de seguidores, twittou uma imagem em que aparecia segurando um fuzil de assalto, com os dizeres “Sede do YouTube, aqui vou eu”. A publicação foi apagada e, em seu lugar, Soph publicou: “O tweet com a arma era, evidentemente, uma piada”.

O vídeo que provocou o banimento por causa do discurso antigay tem cerca de 12 minutos e foi intitulado “Orgulho e Preconceito”, Soph encorajava seus seguidores a “terem certeza de me culpar em seus manifestos”, em uma clara referência ao documento postado no fórum 8chanpelo atirador de Christchurch, que assassinou 51 pessoas em março, na Nova Zelândia. No dia 3 de agosto, o suspeito do tiroteio em massa em El Paso, nos EUA, também publicou um manifesto no mesmo fórum antes de matar 22 pessoas.

Por André Zaady