Zaady

Briga judicial: empresa processa cantora Luísa Sonza por quebra de contrato

Após Luísa Sonza denunciar que a Produtora Chantilly Promoções está movendo um processo judicial contra ela por shows não concluídos, durante a pandemia do novo coronavírus, a assessoria de imprensa da antiga produtora de Luísa procurou a coluna de Léo Dias do site Metrópoles, para esclarecer as declarações da artista.

Segundo matéria divulgada no portal, Luísa Sonza cancelou o contrato de exclusividade de agenciamento de shows com a empresa Chantilly Produções, válido por 3 anos, justamente por eles não terem batido a meta de vendas de shows durante a pandemia. Ou seja, ela desejava e cobrava a empresa por performances ao redor do Brasil. O site ainda divulgou mensagens recebidas pela Chantilly Produções, em outubro de 2020, que comprovam a cobrança de Sonza para a realização de shows.

A publicação revelou também que a cantora não levou em conta a situação sanitária no momento de rescindir o contrato de agenciamento artístico, e utilizou equivocadamente da cláusula de performance. Sendo assim, a produtora move um processo contra Luísa devido à quebra de um contrato com o tempo vigente de três anos e não por estar obrigando-a a performar durante a pandemia. Além desta, a Chantilly alega que os shows que estavam marcados antes da pandemia já tinham sido todos remarcados e foram cancelados unilateralmente pela cantora em janeiro de 2021, ou seja, após a quebra de contrato com a produtora. O processo, comandado pelo advogado Carlos Sanseverino, contra Luísa Sonza corre na 30ª Vara Cível do Foro Central de São Paulo (as provas estão anexadas ao processo, que é público).

Siga o Portal Zaady nas redes sociais:

Instagram

Facebook 

YouTube

Assista abaixo o programa Personal TV: