Zaady

Após morte de modelo, rapper critica o SPFW: ”Não era para ninguém estar aqui”

 O rapper brasileiro  Rico Dalasam, que se apresentaria durante o desfile de uma marca de roupas, usou o seu tempo para protestar pelos desfiles terem continuado no SPFW após a morte do modelo Tales Cotta, 26 anos.

“Me chamou porque quis. Não era para ninguém estar aqui, o garoto acabou de morrer e vocês estão aqui como se a vida não valesse nada. Não era para ninguém estar aqui, certo? Enquanto os vivos não lamentarem a morte dos negros, dos brancos e da humanidade das pessoas, a agonia vai estar no travesseiro de todo mundo”, disse.

O modelo faleceu após sofrer um mal súbito durante o desfile da marca Ocksa no último sábado, 27.

Em uma nota oficial o SPFW prestou as condolências para a família e afirmar que estavam tomando todas as medidas necessárias de suporte naquele exato momento.

“Mesmo abalados, todos decidiram manter os desfiles. Foi decidido também pelo minuto de silêncio na abertura de cada um”, informou a nota.

Tales era um dos grandes nomes do casting da agência de modelos Base MGT. A agência também se pronunciou em uma nota oficial e afirmou que aguardavam o laudo médico para maiores esclarecimentos.

“Ressaltamos que Tales está em nosso casting há um ano e meio e sempre teve comportamento exemplar. O modelo não era estreante, já desfilou em outras edições tanto do SPFW, quanto outros importantes eventos de moda, como a Casa de Criadores. Ressaltamos que Tales nunca apresentou ou se queixou de problemas de saúde. Ele mantinha uma dieta saudável (era vegetariano), não usava substâncias ilícitas e estava em plenas condições para participar do desfile. Aguardamos o laudo médico e pedimos respeito nesse momento de profunda tristeza. Estamos prestando toda a assistência à família e amigos de Tales Cotta, que estará para sempre em nossos corações e memória”, disse a equipe.

Nas redes sociais, o evento recebeu muitas críticas por ter continuado com sua programação normal após o acidente. “Único que teve coragem de soltar o grito entalado na garganta de muitos ali na SPFW”, afirmou um internauta; “Rico Dalasam mostrou que o rap é compromisso, posicionamento não é apenas fazer bonito”, completou outro.

Por André Zaady