Zaady

Após Jean Wyllys, Wagner Moura também revela ameaças e faz desabafo

O Deputado Federal do PSOL-RJ, Jean Wyllys, anunciou que está desistindo do seu mandato no Congresso após receber sérias ameaças contra a sua vida e a de seus familiares. O ator Wagner Moura se manifestou sobre o ocorrido e revelou também receber ameaças de morte.

“Freixo e Jean são muito meus amigos, eu conheço o Jean da época de faculdade em Salvador, ele é uma pessoa que eu amo muito, é muito próxima minha, e Freixo é um grande amigo meu. Sobretudo eu temo por eles. Eu lamento a decisão de Jean, mas apoio totalmente, estou totalmente solidário a Jean. Lamento por perder neste momento a força que ele tem, a força incrível que ele tem ali dentro daquele Congresso”, disse o ator em entrevista para Simone Zuccolotto, do programa “Cinejornal”, que irá  ao ar neste sábado, 26 no Canal Brasil.

Wagner está em sua estreia como cineasta com o filme “Marighella” que é uma adaptação do livro “Marighella – O Guerrilheiro Que Incendiou o Mundo”, de Mário Magalhães, que contará a história do ex-deputado poeta e também guerrilheiro brasileiro assassinado pela ditadura militar em 1969.

Wagner então desabafou que recebeu ameaças enquanto rodava o longa. “A gente recebeu ameaça de gente dizendo que ia invadir o set do filme, que ia quebrar tudo. Na minha frente ninguém nunca fez nada e eu não sei como reagiria se o fizessem”.

Por André Zaady