Zaady

Filme gravado apenas com um iPhone ganha prêmio na Europa

A artista Charlotte Prodger, gravou um filme de 33 minutos utilizando apenas um iPhone. O trabalho ficou tão bom que permitiu que a diretora conquistasse o prêmio Turner deste ano, recebendo uma quantia de 25 mil euros por escolha da autora Chimamanda Ngozi Adichie e a diretora Maria Balshaw.

Prodger revelou que optou por utilizar um smartphone porque estava sozinha para desenvolver o projeto, e viu no seu celular uma espécie de extensão dela própria.

A produção artesanal possui ações diversas . Os temas explorados são as classes, gêneros, sexualidade e até mesmo deusas neolíticas. O filme dividiu a opinião da crítica: Laura Cumming, do portal The Observer, apontou que a produção era a melhor em anos, enquanto o crítico Waldemar Januszczak observou que o filme era um tanto desagradável.

Por André Zaady