Zaady

Documentário sobre a vida do sanfoneiro Josa será lançado no Sesc Socorro

A pouco mais de um mês para o início dos festejos juninos, os sergipanos poderão conhecer a história de um dos maiores nomes do forró de Sergipe. Dirigido pelo cineasta Dida Araújo, o documentário Josa, o vaqueiro do Sertão presta uma homenagem ao sanfoneiro simão-diense, contemporâneo de Luiz Gonzaga, e será exibido em primeira-mão na próxima terça-feira, 14 de maio, na Unidade Sesc Socorro, a partir das 15h. A entrada é gratuita.

José Grigório Ribeiro, o Josa, se tornou um vaqueiro muito famoso na região de Simão Dias devido à habilidade na arte de amansar animais. Ele também foi vendedor de frutas na feira da cidade, amansador de burro brabo, militar e costureiro. Mas foi a arte de compor, cantar e tocar sanfona que projetou Josa para o universo artístico e o transformou em um dos principais nomes da cultura sergipana. Autor de mais de 300 composições no forró, Josa fez questão de retratar toda a realidade vivenciada em suas composições.

No documentário foram usadas imagens de reportagens veiculadas na TV Sergipe e na TV Aperipê, além do arquivo pessoal de Dida Araújo. O sanfoneiro Gláuber Santos e o maestro Evanilson fizeram arranjos especiais de algumas músicas de Josa que foram usadas no filme.

Seis meses foram gastos nas fases de captação dos depoimentos, montagem e finalização do documentário. O filme conta com a participação de Sérgio Almeida na direção de fotografia. A produção, roteiro, direção e edição ficaram a cargo do idealizador do projeto, Dida Araújo.

Por Redação